Procrastinação: Você tem deixado as coisas para depois?

Ai ai, confesso a minha dificuldade ao começar a escrever este texto. 

A distração tomou conta de mim e até pensei em escrever da minha cama, porque está friozinho hoje. 

Então respirei fundo, meditei para ativar minha atenção plena e agora estou aqui novamente.

Achei importante começar este texto contando a mais pura verdade, porque a procrastinação existe para todo mundo e, por mais que eu saiba lidar com ela, nem sempre eu consigo escapar. 

A cada dia eu aprendo um pouco mais e é por isso que eu estou aqui, para que vocês  possam aprender junto comigo. 

Neste artigo, eu vou trazer técnicas para vencer a procrastinação e também dicas para não impactar a sua vida quando ela vencer.

Antes disso, vamos entender o que é procrastinação?

O que é procrastinação?

Procrastinação é o hábito de deixar para depois algo que você poderia fazer agora!

É o famoso “depois eu faço isso” ou “depois eu vejo isso” e, muitas vezes, esse depois nem acontece ou, se precisa acontecer, vira uma urgência, com uma pressão maior. E, de repente pensamos, “ah…se eu tivesse feito antes…”.

Apesar da resistência em assumir, a procrastinação faz parte do dia-a-dia de muitas pessoas. Porém, isso não a torna algo natural ou saudável. 

Quem nunca deixou pra começar a dieta só na segunda-feira, deixou pra comprar aquele presente especial no dia da entrega ou atrasou a entrega de algum projeto por ter outras urgências na frente?

A procrastinação é um hábito que prejudica nossa rotina, um dos principais vilões da produtividade, porque o atraso em uma entrega acaba atrasando as demais, virando uma “bola de neve”.

Ela nos impede de chegar à conclusão das coisas e a realização de sonhos. E, como todo hábito, está diretamente relacionada à uma recompensa. Neste caso, a recompensa é ficarmos na zona de conforto ou fazermos algo muito mais legal.

Inclusive, em nosso último conteúdo aqui do Blog, abordamos Como desenvolver o hábito da Acabativa, um excelente conteúdo complementar, já que a procrastinação nos impede de ter Acabativa e o ciclo do hábito é igual para qualquer situação, sendo um hábito bom ou ruim.

O que nos faz procrastinar?

Cada pessoa tem motivos diferentes que as levam a procrastinar. Alguns deles são:

Desorganização 

Quando as nossas coisas não estão organizadas, nosso foco diminui, criando vários alertas em nossa mente, nos deixando sem prioridades e gerando uma ansiedade. 

Logo, começamos uma atividade e não terminamos para começar outra, que também pode ser muito importante. 

Aí quando percebemos,, começamos várias coisas e não terminamos nenhuma, procrastinando suas entregas e desorganizando todo o contexto.

Dificuldade

Geralmente a procrastinação surge diante de uma tarefa desafiadora com uma realização complexa ou que dará muito trabalho.

Logo, sem pensar, acabamos optando por realizar uma tarefa mais fácil primeiro ou esperamos até estarmos preparados o suficiente para realizá-la.

Falta de propósito

A procrastinação aparece também quando não entendemos o porquê temos que fazer determinada coisa, quando não conseguimos enxergar onde aquilo vai nos levar ou, até mesmo, quando é uma atividade que não gostamos de fazer, exigindo muito esforço e gasto energético.

Preguiça

A preguiça é um dos principais fatores de procrastinação. 

Geralmente ela aparece quando temos algo mais legal para fazer, ou até mesmo como uma mescla de todos os outros fatores, como: quando não temos vontade de fazer determinada coisa ou quando é algo muito desafiador e que exigirá um esforço que você não está afim de dedicar naquele momento.

O que eu ganho e o que eu perco com isso?

Você já deve ter visto algum conteúdo meu abordando “o que eu ganho e o que eu perco com isso” e, mais uma vez, gostaria de reforçar esse conceito com a procrastinação.

Como tudo na vida, vivemos de escolhas e sempre que tomamos uma decisão, ganhamos e perdemos algo. 

E, por incrível que pareça, até em hábitos ou resultados ruins, também ganhamos algo além da perda que geralmente é mais perceptível.

Essa análise nos ajuda a identificar os principais motivadores que nos fazem procrastinar.

Usando como exemplo a criação deste conteúdo, a minha procrastinação inicial me trouxe uma perda perceptível, que é atraso das demais atividades que eu havia planejado para o dia.

Porém, ela também trouxe um ganho momentâneo, geralmente mais difícil de enxergá-lo e assumi-lo, que é a questão da energia dedicada a esta redação e a preguiça em um dia frio.

Importante: eu driblei essa procrastinação e estou concluindo este conteúdo com muita dedicação, prazer e realização com seu resultado 🙂

Por isso, gostaria de dividir com vocês como encarar essa situação.

Como vencer a procrastinação?

Existem algumas ferramentas muito importantes para vencer a procrastinação, são elas:

Planejamento 

Com planejamento, antecipamos tudo o que é necessário para a realização de um objetivo. 

Também priorizamos as atividades respeitando suas classificações de importância e seus prazos de realização. 

Assim, ao concluirmos uma atividade, conseguimos identificar a próxima a ser realizada, sem desperdício de tempo. 

Seguem algumas dicas para facilitar ainda mais esse processo e deixar a procrastinação de lado.

Pequenas Metas

Ao planejarmos nossa semana ou mês, definimos as nossas principais metas. 

Para facilitar a visualização de cada etapa e a evolução rumo à Acabativa, podemos dividir as principais metas em pequenas atividades, dando espaço para a motivação e não para a procrastinação.

Planejamento diário

Também é importante planejar nosso dia, incluindo espaço para pausas e imprevistos. 

Assim, conseguimos diminuir o impacto nas demais atividades caso a procrastinação apareça, tendo tempo suficiente para voltar a se concentrar com tranquilidade.

Gerenciador de tarefas

Alguns aplicativos de gerenciamento de tarefas podem ser grandes aliados para este planejamento. 

Sempre que surgir algo para fazer, basta apenas incluir no aplicativo, evitando o risco do esquecimento. 

Além de conseguirmos organizar as atividades de acordo com seu nível de importância e prioridade.

Se você preferir, pode utilizar a boa e velha agenda de papel. Deixe sempre à mão, com canetas coloridas.

Tríade do tempo

Falando em nível de importância, uma ferramenta excelente é a Tríade do tempo. 

Já abordei sobre ela no conteúdo Organização e produtividade: como alcançar os resultados esperados, na parte de Gestão do tempo. 

Essa ferramenta nos auxilia a gerenciar nossa dedicação a cada tipo de atividade. Sendo, 70% do nosso tempo disponível para as tarefas importantes, 20% para as urgentes e apenas 10% para as circunstanciais.  

Lembrando que, se uma atividade é circunstancial, vale analisar se ela realmente precisa ser realizada ou se pode ser delegada à outra pessoa.

Evitando as distrações

As distrações tiram o nosso foco, atrapalhando a conclusão de uma atividade.

Existem diversos tipos de distrações como, por exemplo, as notificações do celular. Geralmente, quando chega uma notificação, paramos o que estamos fazendo para visualizá-las.

Assistir filmes, televisão, ouvir músicas ou qualquer outro hobbie podem ser considerados distrações se nós os priorizamos enquanto deveríamos realizar outras atividades. 

Método Pomodoro

Uma outra ferramenta de gestão de tempo e que também é ótima para evitar distrações é o Método Pomodoro. 

Esse método é bem simples e se resume em 25 minutos de foco na atividade vigente e mais 5 minutos de pausa para distrações. 

Assim, é possível encontrar um equilíbrio entre entregas e a necessidades de distração.

Recompensa

Após a conclusão de uma tarefa, precisamos nos recompensar e, aquelas distrações evitadas no momento de foco, são ótimas recompensas.

Pode ser uma pausa para um café, uma olhada nas notificações do celular ou até mesmo a leitura de um livro, assistir um filme, etc.

Não importa qual o tipo de recompensa, precisamos comemorar nossas entregas. 

Assim, quando estivermos realizando uma atividade e a vontade de parar ou adiar aparecer, pensaremos na recompensa e ganharemos um gás a mais para a sua conclusão. 

Esse método de recompensa positiva estimula o hábito da Acabativa e enfraquece o hábito da Procrastinação.

Conclusão

Entendemos que a procrastinação é mais comum do que muita gente pensa, mas que, apesar de fazer parte do nosso dia-a-dia, ela atrapalha nossa evolução.

Por isso, precisamos saber como lidar com ela e utilizar ferramentas para transformar este hábito ruim em produtividade.

Então, coloque essas dicas e ferramentas em prática e não deixe mais para amanhã o que você pode fazer agora.

Se você não conseguir colocar as dicas em prática ou precisar de uma ajuda extra, entre em contato conosco e saiba mais sobre nossos serviços. O atendimento é individualizado e o programa é desenhado especialmente para você.

Deixar para depois é dar brecha para que nunca vire realidade.

Um Cartão

Um comentário em “Procrastinação: Você tem deixado as coisas para depois?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: